LANÇAMENTO EM BREVE!

ALDEIA DE ESCADA

CONFLITOS, ESBULHOS DE TERRAS E RESISTÊNCIAS INDÍGENA EM PERNAMBUCO NO SÉCULO XIX

Edson Silva

A publicação do texto apresentado como Dissertação de Mestrado em História/UFPE por Edson Silva ocorre em um momento de expansão das pesquisas sobre a temática Indígena nos programas de pós-graduação em História em nosso país. Defendido em 1995, o texto apresentava questões centrais aos debates da área, tornando a análise do autor pioneira entre os estudos sobre as populações indígenas na construção do Império brasileiro no século XIX. Os resultados da pesquisa ora apresentados foram alcançados por meio de minuciosa leitura e cuidadosa análise de documentação manuscrita, produzida na mesma época dos processos estudados. Foram sendo apresentados, então, os indígenas do aldeamento de Escada, localizada na Zona da Mata Sul pernambucana, na segunda metade do século XIX, enfrentando há anos com esbulhos, conflitos e expropriação das terras coletivas habitadas promovidos por senhores de engenhos, grandes proprietários vizinhos. Ao centrar a atenção para a região tradicional de produção de açúcar e para as populações habitando no local, Edson Silva rompeu com imagens cristalizadas e estereótipos, com um salto qualitativo para a historiografia ao perceber os indígenas aldeados como sujeitos históricos e políticos. Com isso, foi possível criar uma nova narrativa sobre a ocupação fundiária da Zona da Mata Sul pernambucana em sua complexidade, mutabilidade e gestada por sujeitos históricos variados, tais como indígenas, escravizados, proprietários, trabalhadores livres e posseiros.